Qual é a diferença entre peru, tender e Chester?

O Natal está chegando e, com ele, vem os momentos em família e a famosa ceia. Mas você sabe a diferença entre peru, tender e Chester? E que molho usaremos para acompanhar?  Vamos dar, aqui, algumas dicas =).

Peru

peru sadia

Imagem retirada do site da Sadia

O Peru é um clássico de Natal. Tem uma carne macia, é mais leve e tem um sabor delicioso. É aquele que figura entre as fotos mais comuns da ceia.

Como preparar

Quando cozinhamos o Peru, a dica é levá-lo ao forno coberto por papel alumínio, seguindo as instruções da embalagem. Muitos já vêm com um termômetro que indica quando estará pronto. Mas, por vezes, ele demora um pouquinho mais para cozinhar e, por isso, é importante ficar de olho, antes de desligar o forno.

Depois que estiver cozido, vai produzir um caldinho.  A dica de hoje é um molho à base de vinho branco e abacaxi ou pêssego em caldas – você escolhe! Basta misturar o líquido do pêssego ou abacaxi (a calda), um pouquinho de vinho branco, sal, pimenta e o molho que o próprio peru produziu, ao assar. Depois de assado, você irá retirar o papel alumínio e regar a ave com esta mistura. Deixe cozinhando por mais 30 minutos, aproximadamente, ou até ficar dourado. A cada 10 minutos regue o peru com o molho e, depois de deligar o forno, deixe-o descansar para que a carne fique macia e gostosa.

Tender 

tender+semi+desossado+sadia

Imagem retirada do site da Sadia

Quando falamos em tender, geralmente nos referimos ao de carne suína, ao presunto defumado. Mas também existe de peito de peru, caso você prefira. Pode ser com osso – aquele grande – ou desossado – o menorzinho.

Como preparar

Também não tem muito mistério: basta seguir o passo-a-passo da embalagem. Antes de levar ao forno médio, faça cortes diagonais para o seu tender ficar igual ao daquelas fotos incríveis que vemos em revistas de culinária. Cubra com papel alumínio (com a parte brilhante para dentro) e deixe no forno médio, pelo tempo indicado. Depois, retire o papel e despeje bastante mel e o molho da sua preferência (pode ser o mesmo que indiquei para o peru), regando a cada 10 minutos, até ficar dourado. Como o tender já vem cozido, não deve demorar muito para ficar pronto. Os riscos diagonais vão abrir um pouquinho e isto é um bom indicativo para saber o momento de desligar o forno. Se quiser dar mais um toque especial, é só espetar uns cravinhos em pau.

Chester

receita-3

Imagem retirada do site da Perdigão

 

O Chester é, nada mais nada menos, do que um superfrango. Se não me engano, a marca Chester é exclusiva da Perdigão, mas há outras marcas com produtos similares, como o Fiesta, da Seara.

Como preparar

Mais uma vez, basta seguir a instrução da embalagem. Vamos descongelar, retirar os miúdos e cobrir com papel alumínio, levando ao forno por mais ou menos 1 hora. Depois, retiraremos o papel e deixaremos dourar por mais meia-hora, aproximadamente. Mas, claro, você vai querer dar um toque especial, né? Por isso, vamos fazer um molho gostoso misturando um pouco de mel, suco de laranja, sal e pimenta. E aquele esquema: regar de tempos em tempos, depois que estiver cozido.

Tanto o peru, quando o tender e o Chester podem ser servidos com farofa. Para fazê-la, basta refogar cebola e alho na manteiga, acrescentar a farinha de mandioca e o que a sua criatividade permitir: damasco seco e ameixas; bacon; ovos; banana ou o que você tiver em casa.

Agora que você já sabe a diferença entre eles, é só escolher o que fará para a sua ceia de Natal e bom apetite! =)

 

 

Um comentário sobre “Qual é a diferença entre peru, tender e Chester?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s