Pitadas de História: #NãoTavaFácilPraNinguém!

Capítulo II

#NãoTavaFácilPraNinguém

Vamos continuar com a pergunta da semana passada: mas, afinal, qual é a importância da comida na história?

Tentaremos entender o que o alimento tem a ver com desenvolvimento…

Durante o chamado período Paleolítico, não existia agricultura, nem cultivo de alimentos, nem criação de animais. Como vimos, nossos ancestrais costumavam andar por aí em grupo, caçando e coletando alimentos. A sobrevivência dependia, apenas, do que encontravam para comer: raízes, frutos silvestres, grãos, folhas, oleaginosas. Também começaram a desenvolver o hábito de se alimentar da proteína animal, decorrente da caça, da pesca e da coleta de mariscos, além do aproveitamento de carcaças deixadas por outros carnívoros.

Quando acabava a comida, tinham que se mudar para outro lugar, onde pudessem encontrar uma boa refeição.

Imagine se a gente tivesse que se mudar toda vez que a geladeira ficasse vazia?

#NãoTavaFácilPraNinguém!

Ao longo da história, o homem aprimorou diversas técnicas e ferramentas para cortar, retalhar, quebrar e manusear o alimento. Com mais eficiência no uso desses instrumentos, obteve mais êxito nas caçadas. Usou a sua inteligência para compensar as desvantagens que tinha fisicamente: usou pedras para substituir garras e presas, lanças, para alcançar mais facilmente uma caça distante, além de estratégias para compensar a falta de resistência.

Do mesmo modo que esses primeiros hominídeos descobriram como balançar um galho ou jogar pedras para se defender, também perceberam a vantagem de usar ferramentas na procura de comida.

A mudança na oferta de alimentos influenciou fortemente nossos ancestrais, tanto no aspecto físico, como no social. Assim, em um sentido evolutivo, somos o que comemos. Com mais opções, os hominídeos puderam escolher melhor o que comer e com uma dieta mais rica em calorias e nutrientes, conseguiram desenvolver melhor seus músculos, sistema imunológico e até mesmo o cérebro. Fica claro, portanto, que aqueles dotados de organismos capazes de acumular gordura de maneira mais eficaz, sobreviveram a essa fase do período evolutivo.

Viram como o alimento é importante no desenvolvimento do homem?!

Mas se passaram a ingerir uma variedade maior de alimentos, como não ficavam gordos?

É que naqueles tempos remotos, o homem, para preencher suas necessidades energéticas, passava dias inteiros caçando, correndo, se esforçando fisicamente. Obter comida naquela época não era fácil e exigia, além de sorte, um grande desgaste: percorrer longas distâncias, subir em árvores etc. Isso quer dizer que ele gastava muita energia, diferentemente do que acontece nas sociedades modernas.  Não mais precisamos nos movimentar tanto, já que há esteiras e escadas rolantes, carros, aviões e supermercados, sem falar na internet e no telefone. Além da escassez de exercícios, o avanço tecnológico vem modificando também a relação do homem com o alimento. Por isso alguns cientistas até sugerem que muitas doenças atuais seriam consequência de uma disparidade entre o que nós consumimos e o que nossos antepassados comeram, ou seja, nosso organismo não mudou muito desde os tempos pré-históricos. Em termos de dieta e exercício, a evolução não acompanhou nossos modernos estilos de vida…

Nós somos vítimas do nosso próprio sucesso evolutivo, desenvolvemos uma dieta mais calórica, mas diminuímos a quantidade de energia despendida em atividades físicas. Ou seja, engordamos…

Por isso tanta gente está adotando a chamada dieta do Paleolítico, que segue os princípios da dieta de nossos ancestrais, antes da revolução agrícola. Uma dieta Paleo só deve consistir de carnes selvagens ou orgânicas, ovos, frutas, legumes, nozes e sementes. Sem leite, sem grãos, sem amidos, sem sal e, definitivamente, nada de alimentos processados. Mas, claro, tudo também é uma questão de equilíbrio.

Mais adiante veremos que nossos ancestrais passarão por uma grande revolução. Entrarão no chamado período Neolítico e irão descobrir-se como um ser social, encontrando muito mais vantagem em agir em grupo do que individualmente. Mudanças incríveis ocorrerão no seu modo de se alimentar. Mas isso fica para o próximo capítulo…

2 comentários sobre “Pitadas de História: #NãoTavaFácilPraNinguém!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s