Pitadas de História: E a comida “sossegou” o Homem!

Oi, gente, bem vindos ao terceiro capítulo do nosso “pitadas de história”!

caveman hotdog

Hoje, vamos falar de um período da nossa história, conhecido como Neolítico, quando mudanças incríveis ocorrerão no modo de vida de nossos ancestrais.

Mas o que significa neolítico?

Neolítico significa pedra nova. Nessa fase da História humana, o homem aprendeu a polir as pedras para fabricar instrumentos mais eficientes, como machados, lâminas de corte etc. Por isso, essa época é também chamada de Idade da Pedra Polida. E foi nesse contexto que uma profunda transformação passou a acontecer no cotidiano do homem pré-histórico. Ele deu um dos passos mais importantes para seu desenvolvimento: a descoberta da agricultura e a domesticação de animais. Aqui foram formadas as bases para a civilização em que vivemos hoje. Tão importante, que esse período ficou historicamente conhecido como a Revolução Neolítica.

Mas antes de continuar, vamos tentar entender o significado de Revolução.

Do ponto de vista histórico, revolução refere-se a uma transformação que possa gerar uma mudança nos mais variados aspectos da vida de uma sociedade. Por isso fala-se em Revolução Industrial ou em Revolução francesa. Muitas coisas mudaram no sistema político, econômico e social da época.

Entende agora por que se fala em Revolução Neolítica?

#muitacoisamudou

Há cerca de aproximadamente dez mil anos, alguns indivíduos de povos caçadores-coletores observaram que alguns grãos que eram coletados germinavam ao cair na terra. Dizem as más línguas que essa foi uma façanha feminina (#girlPower), já que a mulher era responsável por essa tarefa, enquanto os homens saíam para caçar. Durante as caçadas, o homem pegava os filhotes, levava-os para os acampamentos e os cercava. Assim passou a obter peles, lã, carne e leite. Quanta coisa mudou no seu alimento…

Curiosidade:

Sabe que muitos cientistas acreditam que foi uma mutação genética que permitiu ao homem moderno digerir o leite? Os homens do neolítico não tinham essa capacidade! Estudando fósseis dessa época, verificaram que o gene da lactase não estava presente no DNA extraído dos esqueletos neolíticos, sugerindo que os europeus do período eram intolerantes ao leite.

Então, você que tem dificuldade de ingerir a lactose, não fique triste. Isso pode ser apenas uma herança genética de milhares de anos atrás!!

Bem, voltando ao nosso assunto…

Lembram que nos capítulos anteriores vimos que os nossos ancestrais eram nômades e viajavam constantemente em busca de animais selvagens e grãos?

Pois é, com o surgimento da agricultura como fonte de alimentos e a domesticação de animais, isso mudou, pois nossos queridos ancestrais passaram a ter um incentivo para se fixarem. Pararam de perseguir a comida e começaram a cultivá-la. A ação do homem sobre a natureza tornou-se mais intensa e as colheitas favoreceram o aumento da população. O sedentarismo e a disponibilidade de diversos alimentos tornaram a vida mais fácil.

Assim, grupos familiares maiores foram criados — as tribos. E, então, as cidades começaram a se formar.

Viram só?

A agricultura começou a mudar não apenas os hábitos alimentares humanos, mas também a civilização, pois é nessa época que se inicia a base de nossa alimentação tradicional, que é a cultura de cereais, e principalmente de trigo e centeio, usados na fabricação de pães. Também começam a ser produzidas bebidas e alimentos líquidos com o emprego de cereais, além de diversos tipos de carne.

Uma verdadeira revolução alimentar …

2 comentários sobre “Pitadas de História: E a comida “sossegou” o Homem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s