Pitadas de História: O Homem, a agricultura e as cidades.

Como vimos no capítulo III, o período Neolítico representou uma verdadeira revolução no mundo.

Pitadas de história

Durante milhões de anos, os humanos viveram como nômades e essa condição mudou devido à agricultura. As pessoas passaram a viver em núcleos agrícolas, cultivavam a terra, produziam seu próprio alimento e criavam animais.

Mas a agricultura evoluiu de forma relativamente lenta. Por tentativa e erro, agricultores de todo o mundo começaram a produzir plantas de melhor qualidade. Eles naturalmente observaram e começaram a guardar as sementes das melhores plantas e semeá-las para a colheita do próximo ano.

Então, vocês devem estar pensando…

Como a vida ficou mais fácil com a agricultura, certo?

Resposta: ERRADO!

É incrível, mas há muitas evidências de que após a agricultura a vida ficou mais dura, não houve melhora dos padrões de nutrição e as horas de trabalho regular tornaram a vida dos primeiros agricultores muito difícil. Tudo tornou-se muito diferente. Cultivar o solo não é uma atividade nada simples: calejar as mãos debaixo do sol quente, submeter-se a uma rotina extenuante, trabalhar duro, depender dos caprichos da natureza…

Esqueletos egípcios da época contam uma história terrível. Dedos e colunas deformados pelo esforço de moer grãos, sinais de artrite grave e abscessos horrorosos nos dentes. Todos morriam muito cedo!

Mas, por que, então, o homem preferiu a agricultura e abandonou o nomadismo?

Aí está. Porque a agricultura se impôs sem que ninguém a tivesse planejado. Pressionados pela escassez de alimento, membros das tribos se apropriaram cada vez mais das terras para produzir os bens de que necessitavam. Tornou-se possível alimentar mais bocas, já que a oferta de alimento aumentou. As mulheres passaram a ter mais filhos que as mulheres dos grupos não agricultores, e assim, naturalmente, estavam perpetuando a nossa espécie.

Só que a população aumentou muito, e rapidamente. Com ela, vieram mais problemas, as doenças…

#avidaaindanãotáfácilpraninguém

Para enfrentar tais dificuldades, aqueles agricultores vão perceber que a vida em grupo é que lhe permitirá sobreviver. Sentirão necessidade de se relacionar com os outros, de se unir, para poder multiplicar a força necessária na execução dos trabalhos. E, assim, surgirão as primeiras aldeias.

Com o passar dos tempos, começam a observar que as enchentes periódicas dos rios deixavam nas margens uma camada de húmus que favorecia a produtividade da terra. Entretanto, os rios que fertilizavam o solo precisavam ser drenados, exigindo um maior nível de organização. E as aldeias crescem …

E a terra passa a ser controlada. Isso mesmo, até então, o homem não tinha nada. Agora passou a ter, pois tornou-se um proprietário.

Um dia, alguém inventou um instrumento mais eficiente para facilitar o trabalho agrícola. Pronto, estava surgindo o primeiro artesão. Este passou a vender seus instrumentos em troca de comida ou de outros produtos de que necessitava, não precisando mais enfrentar a dura vida do campo.

Construiu sua moradia fora da área rural e, aos poucos, mais especialistas foram se agrupando, cada qual com sua habilidade, trocando seus produtos com os de outros. Dessa forma, foram se formando as aldeias, vilas e, posteriormente, as cidades.

Sem uma máquina do tempo, fica difícil saber, quando, exatamente, surgiu a primeira civilização. O que sabemos é que um grupo de nômades chegou à região dos rios Tigre e Eufrates por volta do ano 6000 ac. Lá eles começaram a cultivar sementes e a colher alimentos. Se estabeleceram em casas e formaram o primeiro povoado da história.

Como viviam, o que comiam, temperos saborosos que usavam? Aguardem o próximo capítulo, que estará rico em pitadas de histórias da Mesopotâmia.

Um comentário sobre “Pitadas de História: O Homem, a agricultura e as cidades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s